Diretora Técnica: Isabel Falcão

Coordenador das Disciplinas Olímpicas: José Carlos Manaças

Coordenador das Disciplinas não Olímpicas: Bernardo Tomás

 

Tudo começou em 1936 quando George Nissen (1914 - 2010), ginasta americano, construiu o primeiro trampolim dobrável na sua garagem, em Cedar Rapids, Ohio.

 

Em 1964, a Federação Internacional de Trampolim (FIT) é estabelecida em Londres (GBR) e nesse ano ocorre o primeiro Campeonato do Mundo no  Royal Albert Hall, em Londres. Os norte americamos Judy Wills e Dan Millmann são os primeiros campeões mundiais.

 

Durante anos, o Trampolim foi alvo de várias propostas para a sua inclusão nos programas de Ginástica, mas por acharem ser pouco atraente ou simplesmente desconhecido, as propostas nunca tiveram um desfecho positivo.

 

Em 1988, a FIT é uma Federação reconhecida COI. Então, o Trampolim começa a ser incluído nos Jogos Olímpicos e, assim, faz uma mudança fundamental.

 

Na sequência da decisão do Congresso da FIG em Vilamoura, Portugal em Maio 1998 e Congresso FIT em Sydney, a fusão das 2 federações FIT e FIG assumem-se, passando a Ginástica de Trampolins a fazer parte da FIG a 01 de Janeiro de 1999.

 

Com esta fusão, o Trampolim passa a fazer parte do programa dos Jogos Olímpicos de 2000.

 

Em 22 de setembro de 2000 às 20:40, 2 ginastas russos têm a honra de apresentar a primeira medalha olímpica na história do trampolim, Irina Karavaeva e Alexander Moskalenko, no meio de aplausos do público no Sydney Super Dome, observou … o próprio George Nissen!

 

A Ginástica de Trampolins consiste em três disciplinas diferentes:

Trampolim

Duplo mini-trampolim, DMT

Tumbling 

Consulte o Manual Técnico 2015-2016 da Disciplina 

Consulte os Eventos Sancionados FGP 2014-2015

Próximas competições

Sem eventos próximos

Ver agenda completa